8 vilarejos para conhecer na Rota do Vinho da Alsácia

Inspiração

Alsácia e LorenaGastronomia e VinhoCultura e PatrimônioCidades do Interior e Campo

Vesnice Andlau v Alsasku a tamní opatství
© Claudio Colombo/Adobe Stock - Vesnice Andlau v Alsasku a tamní opatství

Tempo de leitura: 0 minPublicado em 22 maio 2019, atualizado em 5 junho 2024

Os vilarejos ao longo da Rota do Vinho da Alsácia são cheios de charme, com suas casas de madeira tradicionais, ruelas floridas, pedras antigas e vinhedos montanhosos! Temos uma pequena seleção para saborear, tranquilamente, como um delicioso Grand Cru...

Riquewihr: a pérola da vinha

Boris Stroujko/Adobe Stock
© Boris Stroujko/Adobe Stock

Localizado na baixada de um vale, entre os picos de Vosges e a planície da Alsácia, na região de Ribeauvillé, a pequena cidade medieval de Riquewihr encanta com sua arquitetura. Lá, temos: muralhas, pátios pavimentados com velhos barris de madeira e prensas gigantescas, torre de vigia e as charmosas casas de madeira tradicionais de teto triangular… Está tudo lá, perfeitamente preservado! E, para explorar as vinhas circundantes, a Rota do Vinho dos Grands Crus é uma das mais renomadas da Europa. Riquewihr

Zellenberg: uma localização especial

Vuano/Conseil Vins Alsace
© Vuano/Conseil Vins Alsace

Impossível não vê-lo! Localizado em uma colina no meio das vinhas, Zellenberg pode ser visto de longe. As vinhas se estendem até as casas, que possuem uma arquitetura típica, construídas uma do lado da outra. Temos um belo esconderijo vigiado por duas torres, que são as ruínas do antigo castelo. A primeira torre, localizada na entrada do vilarejo, ao lado da bela igreja barroca, é coberta por um ninho. As cegonhas têm um gosto particular por esta torre, pois seu panorama é, simplesmente, encantador! Zellenberg

Mittelbergheim: o gosto pela tradição

Laura/Adobe Stock
© Laura/Adobe Stock

Na encosta, perto de Obernai e Mont Saint Odile, o vilarejo Mittelbergheim contrasta com seus vizinhos. Aqui, não há casas de madeira tradicionais, mas, sim, casas elegantes de pedras rosadas no estilo renascentista, ao lado de uma herança cuidadosamente mantida. Poços, moinhos à óleo e prensas, contam uma longa tradição vinícola como o "Weinschlagbuh", um registro manuscrito, crônica da vinha e o troféu de um vinho criado em 1456. Único na Alsácia! Mittelbergheim

Andlau: a cidade do urso

Zvardon/Conseil Vins Alsace
© Zvardon/Conseil Vins Alsace

Em seu vale verdejante repleto de trepadeiras, Andlau é famosa por sua imponente abadia, suas três grandes safras de Riesling – o moenchberg, o kastelberg e o wiebelsber – e também por uma “deusa dos ursos” intrigante, onde, aparentemente, o vilarejo era um local de cultos celtas. Les Ateliers de la Seigneurie, explicam o patrimônio local e as tradições da Alsácia, que interessarão, certamente, aos curiosos. Andlau

Eguisheim: a rodada de flores

Boris Stroujko/Adobe Stock
© Boris Stroujko/Adobe Stock

Flores, mais flores e mais flores... Elas estão por toda a parte... Como todos os vilarejos da Rota do Vinho da Alsácia, Eguisheim, a poucos quilômetros de Colmar, exibe sua decoração floral. É difícil competir com a decoração do vilarejo de Eguisheim! Nas ruelas que circundam, encontramos pequenas praças adoráveis, as casinhas coloridas – que mais parecem de boneca – que são umas mais elegantes do que as outras. Sem esquecer das adegas dos vinicultores, que, de tão acolhedoras, não vemos o tempo passar. Eiguisheim

Bergheim: de volta ao passado

Leonid Andronov/Adobe Stock
© Leonid Andronov/Adobe Stock

Muralhas ainda intactas, adoráveis ruelas sinuosas alinhadas com residências antigas todas floridas, e histórias de bruxas ... O vilarejo de Bergheim nos faz voltar ao passado. Uma trilha de vinho muito bucólica completa a imagem deste incrível vilarejo que, aparentemente, parou no tempo. Bergheim

Hunawihr: um refúgio entre as vinhas

Istock
© Istock

É bom se perder entre as vinhas desta vila, uma das mais típicas da Alsácia, onde temos uma antiga igreja de fortaleza, seu cemitério fortificado e as sólidas casas dos produtores de vinho com empenas e pátios pavimentados. Conta-se a lenda da santa lavadeira Huna, que derramou vinho na fonte, na época em que a colheita das uvas estava baixa. E nós visitamos o Naturoparc, muito instrutivo, onde dizem que as cegonhas – emblemas da Alsácia e símbolo da sorte – fazem seus ninhos e trazem a sorte. Hunawihr

Kaysersberg: imperial!

Freesurf/Adobe Stock
© Freesurf/Adobe Stock

Kaysersberg foi o vilarejo favorito dos franceses em 2017, e, certamente, o nosso também. Os mais corajosos subirão às ruínas do castelo imperial e se deslumbrarão com a vista. Em Weiss, a velha ponte fortificada em arenito rosa de Vosges, também é uma imagem icônica a ser apreciada. Por toda a parte, as casas de madeira tradicionais com telhados triangulares competem pelo cenário com elegância. A fonte de Constantino, a igreja de Sainte-Croix, com seu belo portal românico, contribuem para a magia do lugar. Kaysersberg

Por Pascale Filliâtre

Jornalista-viajante. Muitas vezes fui ao fim do mundo para encontrar o que a França oferece ... filliatre.pascale@orange.fr

Ver mais