Vinhedos de Bordeaux, 6 razões que explicam a sua reputação mundial

Inspiração

BordeauxGastronomia e Vinho

Vinha de Saint-Emilion, na região de Bordeaux.
© Sbastien / Adobe Stock - Vinha de Saint-Emilion, na região de Bordeaux.

Tempo de leitura: 0 minPublicado em 7 abril 2022, atualizado em 1 junho 2024

Junto com as regiões de Borgonha e Champagne, Bordeaux está entre os lugares mais conhecidos do mundo quando o assunto é vinho de qualidade. Blaye, Margaux, Pauillac, Pessac-Léognan, Saint-Emilion, Saint-Estèphe, Saint-Julien, Sauternes… Conheça aqui alguns desses nomes e terroirs, que fazem parte da Rota dos Vinhos de Bordeaux e de suas emblemáticas regiões vitícolas.

Bordeaux, porta de entrada para o mundo dos vinhos

okCité du Vin©Sophie Duboscq © Sophie Duboscq - Cité du Vin de Bordeaux

Bordeaux e sua Cité du Vin... é possível pensar em um lugar melhor para se iniciar no maravilhoso mundo dos vinhos? Classificada como patrimônio mundial da Unesco, a Cité du Vin é uma edificação dourada com curvas ousadas plantada às margens do rio Garonne, em Bordeaux. O espaço propõe uma viagem lúdica e sensorial pela cultura, história e civilizações vitícolas. A visita à Cité termina numa degustação em um andar panorâmico, com vista de 360º para a cidade de Bordeaux. Prefere sentir o cheiro de terra fresca? A alguns minutos de distância, o Castelo Les Carmes Haut-Brion oferece a experiência exclusiva de um vinhedo de 5 hectares em plena cidade. Situado no meio de um parque de árvores centenárias, seu chai - local dedicado à vinificação e conservação do vinho - contemporâneo tem a forma da proa de um navio e faz referência à história portuária de Bordeaux e seus vinhos igualmente conhecidos.

Departamento de Turismo de Bordeaux La Cité du Vin

Graves e Sauternes, um retorno às origens

okAdobeStock 70039437 © FreeProd / Adobe Stock - Vinhedo de Sauternes

Foi em Graves, uma sub-região de Bordeaux, que, há mais de 2000 anos, foram plantadas as primeiras vinhas dos arredores da cidade. Nesse território, ápice da enologia, grands crus famosos e prestigiosos castelos são vizinhos de pequenas propriedades rurais familiares. Na estrada para Graves, lugar dos vinhos tintos mas também dos Sauternes - inimitáveis vinhos brancos suaves e licorosos - é muito fácil participar de diversas atividades, sozinho ou em família. Degustações insólitas, visitas interativas, ateliês originais, percursos com Land Art… até fazer a colheita de uvas é possível. Descubra os benefícios da vinoterapia no Sources de Caudalie, maravilhoso hotel fazenda no meio do Chateau Smith Haut Lafitte. Não se esqueça da cesta, das tesouras e do chapéu para descobrir os benefícios da vinoterapia oferecida no local, cúmulo do epicurismo na rota do vinho de Graves e Sauternes.

Turismo no sul da região de Gironde Les Sources de Caudalie

Médoc, o melhor néctar

okAdobeStock 265623852 © Arcachonphoto.com / Adobe Stock - Vinhedo de Margaux

Entre estuário do rio Gironde, florestas de pinheiros, praias oceânicas e grandes lagos, o vinhedo de Médoc faz qualquer um ficar maluco com os mais de 60 Grands Crus Classés : os Lafite-Rothschild, Latour, Margaux, Mouton-Rothschild entre outros, para citar só alguns dos mais reputados vinhos do mundo. Em 80 km, do norte de Bordeaux até a Pointe de Grave, a Rota dos Castelos coleciona lugares imperdíveis: Saint-Estèphe, Saint-Julien, Margaux, Listrac e também Pauillac, cenário da “Odisseia de Rosa Pauillac”, uma imersão sensorial ao coração desse terroir de poderosos vinhos tintos. Na “Casa do Turismo e do Vinho” (Maison du Tourisme et du Vin), é possível reservar uma visita a um dos castelos parceiros, recomendada aos enólogos de paixão e aos arquitetos de plantão. Casas tradicionais da região, chai contemporâneo, “Versailles de Médoc” (Castelo de Beychevelle) ou palácio oriental repaginado (Cos d’Estournel)...no Médoc, as vinhas deram lugar a maravilhas.

Turismo em Médoc L'Odysée de la Rose A Casa do Turismo e do Vinho O conselho dos Grands Crus Classés

O vinhedo excepcional de Saint-Emilion

kkAdobeStock 225139118 (1) © Ssamael334 / Adobe Stock - Vinhedo de Saint-Emilion

Onde começar para conhecer esse vinhedo excepcional, que se perde entre as pequenas comunas de Pomerol e Fronsac? Sugerimos começar pelo alto, da torre da pitoresca igreja da cidade medieval de Saint-Emilion. De lá, a vista dos vinhedos e do vale da Dordonha é espetacular. Outro mirante histórico, a Torre do Rei (Tour du Roy), única masmorra romana ainda intacta na região de Gironde, é um bom lugar para observar a região do alto. É lá que a Jurade de Saint-Émilion - uma confraria de 140 membros - proclama todo ano, em junho, o “Julgamento do Novo Vinho” e, em setembro, o Ban des Vendanges (início das vindimas). Venha conhecer uma das mais fantásticas rotas do vinho da região. Quer saber mais? Então siga as aulas lúdicas e didáticas da Escola do Vinho, antes ou depois de conhecer a grota do Ermitage, o refúgio do monge Émilion, a igreja da cidade - maior edifício religioso subterrâneo da Europa - ou os chais futuristas dos castelos La Dominique e Faugères assinados pelos arquitetos Mario Botta e Jean Nouvel.

Turismo de Saint-Emilion Casa do vinho de Saint-Emilion

Entre-deux-Mers, todas as cores do Bordeaux

okAdobeStock 234639428 © SpiritProd33 / Adobe Stock - Vilarejo e castelo de Cadillac

Na região de Entre-deux-Mers, a mais vasta dos vinhedos dos arredores de Bordeaux, não dá pra saber o que é melhor: a brisa do mar nas paisagens dos rios Garonne ao sul e Dordogne ao norte, ou a riqueza do patrimônio medieval, repleto de cidadelas fortificadas como a orgulhosa Cadillac. A incrível diversidade de relevos, de exposição ao sol e terras faz com que todas as cores de vinho tenham seu lugar garantido. Vinhos brancos secos e licorosos, tintos, rosés, Clairets, Crémants e mesmo um bem alcóolico, a Fina de Bordeaux, assumam essa variedade: nada menos que dez itinerários possíveis para encontrar produtores e lugares recônditos da região. Casas medievais com moinhos de vento, fortificações de conventos, abadias e igrejas romanas, uma via verde de 47 quilômetros ao longo de um antigo trilho de trem, que permite atravessar Entre-deux-Mers de bicicleta no seu ritmo. Então prepare os pneus e parta para uma boa contemplação e uma degustação sem deixar de praticar atividade.

Entre-deux-Mers Turismo Vinhos de Entre-deux-Mers

Blaye e Bourg, no coração do estuário

okAdobeStock 321025647 (1)© OceanProd / Adobe Stock - As muralhas fortificadas de Bourg-sur-Gironde

No coração do estuário do rio Gironde, de frente para os renomados vinhedos de Médoc, os morros de Bourg-sur-Gironde e de Blaye são discretos. Esse terroir ainda desconhecido propõe duas rotas de vinho inesquecíveis. Uma fluvial, num cruzeiro no rio Gironde, a outra terrestre, em meio às imensas pedras de calcário que costeiam o rio Dordogne. Nos dois casos, você vai ficar encantado com a variedade de paisagens: pequenas ilhas espalhadas, redes de pesca na beira do rio, casas tradicionais cavadas na rocha (como cavernas), ou charmosos jardins floridos de antigas casas de marinheiros. O rico patrimônio histórico local, como a cidadela militar de Blaye, classificada no patrimônio mundial da Unesco, fica ainda mais delicioso para os visitantes quando acompanhado dos sabores locais, com Denominação de Origem Controlada (Appellation d’origine contrôlée -AOC) Blaye Côtes de Bordeaux e Côtes de Bourg provam.

Turismo em Blaye e Bourg Blaye Côtes de Bordeaux Côtes de Bourg

Por Pascale Filliâtre

Jornalista-viajante. Muitas vezes fui ao fim do mundo para encontrar o que a França oferece ... filliatre.pascale@orange.fr