5 minutos para ficar a saber tudo sobre a Bretanha mágica

Inspiração

BretanhaCultura e PatrimônioNatureza e Atividades ao Ar LivreEm família

Rochas envoltas de nevoeiro e mistério
© Manu10319 / Istockphoto - Rochas envoltas de nevoeiro e mistério

Tempo de leitura: 0 minPublicado em 8 novembro 2017

Há uma paisagem fantástica na Bretanha, desde a floresta de Brocéliande a Monts d’Arrée. Merlim, o rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda passaram por lá. Tire 5 minutos e entre na lenda.

Comper, o castelo da Dama

O que há no fundo deste lago bretão?
© LeoPatrizi / Istockphoto - O que há no fundo deste lago bretão?

É aqui que terá nascido a fada Viviane, também conhecida por Dama do Lago. Merlim ter-se-á apaixonado perdidamente pela sua aprendiz. Ele terá construído um palácio de cristal, pelos seus lindos olhos, dissimulado nas águas profundas do lago de Comper. Vai um mergulho?

Árvore dourada

Floresta de Brocéliande
© Debraydavid / Istockphoto - Floresta de Brocéliande

Em 1990, um grande incêndio destruiu o Vale sem Retorno, local lendário de Brocéliande, onde a fada Morgana prendia os amantes infiéis. Foi realizada uma vasta operação de reflorestação. Para consagrar este renascimento, o escultor François Davin criou a Arbre d’Or, um tronco de castanheiro calcinado coberto com 5000 folhas douradas, símbolo da vivacidade da natureza.

Um caos gigantesco!

Blocos de pedras de Huelgoat
© LianeM / Istockphoto - Blocos de pedras de Huelgoat

Huelgoat é nada mais, nada menos do que um caos de granito. Terá sido Gargântua, o gigante da famosa obra de Rabelais que, cheio de raiva por ter recebido dos habitantes da floresta uma refeição muito pequena para um apetite de ogre, terá atirado blocos de rochas enormes.

Um passeio pelas portas do Inferno

Um lago junto à floresta, na Bretanha
© LaChouettePhoto / Istockphoto - Um lago junto à floresta, na Bretanha

Com os seus pântanos, cumes e turfeiras, a paisagem dos Monts d’Arrée estará amaldiçoada... Os mortos que assombravam os habitantes seriam, de facto, atirados ao rio Elez, em direção ao Inferno. Ankou, figura da morte no imaginário bretão, paira por lá... Tenha cuidado! Cruzar-se com ele ou ouvir o rangido do seu carro são prenúncios de morte.

O Vale do Amor

Um riacho no meio de pedras com musgo
© Kodachrome25 / Istockphoto - Um riacho no meio de pedras com musgo

O vale de Aff fica entre a floresta de Brocéliande e Coëtquidan. É aqui que a rainha Guinevere se terá declarado a Lancelot do Lago. É um local convidativo…

Ys, 20 000 léguas submarinas

Barcos de pesca no porto de Douarnenez
© Saintho / Istockphoto - Barcos de pesca no porto de Douarnenez

Se ouvir os sinos tocarem enquanto está à pesca em Douarnenez, são certamente os sinos de Ys. Não vale a pena procurar, a cidade foi engolida pelo mar. O rei Gradlon mandou construí-la abaixo do nível do mar para a sua filha Dahut. Mas ela tornou a cidade num local de depravação e foi castigada pelo Diabo. Dissimulando a sua aparência, ele seduziu-a para obter a chave do dique e o mar engoliu a cidade e os seus habitantes.

A fonte mágica

A atmosfera mágica de uma floresta na Bretanha
© Erwannmartin35 / Istockphoto - A atmosfera mágica de uma floresta na Bretanha

A fonte de Barenton encontra-se no meio da floresta de Brocéliande. Diz-se que a sua água teria o poder de curar algumas doenças, de dar razão aos que a tinham perdido e aos solteiros de encontrar a sua cara-metade…

Mãe indigna!

Coro da igreja de Lanleff
© ISTOCKPHOTO: photonaj - Coro da igreja de Lanleff

A construção da igreja de Lanleff é completamente invulgar. Duas muralhas redondas formam um deambulatório, enquanto que o coro ficou a céu aberto. Mas não é tudo. Diz-se que uma mulher gananciosa, ou enlouquecida pela miséria, terá feito um pacto com o Diabo. Ele levaria o seu filho em troca de algumas moedas de ouro. E assim foi. Mas quando a mãe indigna foi agarrar o dinheiro, queimou-se gravemente. Das moedas saíram as chamas do Inferno e elas caíram para a borda da fonte, onde se incrustaram para sempre. Se molhar a borda, vai vê-las aparecer.

Uma playlist sobre o tema

Ver as séries: Camelot e Monty Python: Os Malucos do Circo. Duas interpretações extraordinárias dos contos e lendas da Távola Redonda. • Um conto para as crianças: L’Arbre d’Or, Ar Wezenn aour, de Wilfrid Lermenier, L’Harmattan. • Visitar o museu: O Centro do Imaginário de Artur, situado no castelo de Comper.

Para mais informações:

Prepare a sua viagem

Por Lisa Azorin

Jornalista-redatora