Allez au contenu Allez à la navigation Allez à la recherche Change language

O clima da França

Vir para França

Se não conseguir ler o mídia,, baixe o Flash Player.

  • primavera

    primavera

    Ródano-Alpes. © Hemis.fr

  • inverno

    inverno

    Ródano-Alpes, L'Alpe d'Huez. © Hemis.fr

  • verão

    verão

    Paris. © Hemis.fr

  • verão

    verão

    Jardins das Tulherias, Paris. © Hemis.fr

  • verão

    verão

    Ródano-Alpes. © Hemis.fr

  • primavera

    primavera

    Franco-Condado. © Hemis.fr

  • Outono

    Outono

    Jardim de Luxemburgo, Paris. © Image Source

  • verão

    verão

    Córsega, Calvi. © Only France

O clima da França é benéfico e globalmente temperado, variando às vezes de ocidente para oriente e sobretudo a norte e a sul do Loire.

Durante todo o ano, a França desfruta de temperaturas amenas: nem muito frias, nem muito quentes. A precipitação é abundante e o sol generoso. É claro que todas as regiões têm as suas particularidades climáticas: mais fresco e úmido a norte e a oeste; mais quente e seco junto ao Mediterrâneo.

No inverno, a queda de neve nos maciços montanhosos faz a felicidade dos apreciadores de esportes de inverno. A neve é mais rara nas planícies, encontrando-se essencialmente a norte do rio Loire e caindo esporadicamente em Paris.

Na primavera, o termômetro depressa passa acima dos 20ºC no sul. Em Nice ou Cannes, aparecem os primeiros banhistas. E, depois de maio, todos os franceses passeiam pelas ruas de camiseta. Os dias são mais longos, é a época das primeiras viagens para o campo e dos aperitivos no terraço.

O verão é quente e calmo. O sol domina todo o país. Há para todos os gostos: muitas vezes 30ºC em Ajaccio ou Marselha, mais próximo dos 25ºC em Brest ou Deauville. As peles ficam bronzeadas e as praias lotadas. É a época das grandes caminhadas nas montanhas e dos passeios para descobrir as regiões da França.

No Outono regressa a chuva, depois as temperaturas amenas, à medida que nos aproximamos do Natal. Em todo o país as árvores vestem-se de novas cores. Nas ruas, as pessoas cobrem-se um pouco mais e os dias ficam cada vez mais curtos.